Lista

Millor Fernandes

Morte súbita é aquela em que a pessoa morre sem o auxílio dos médicos.

Habitação popular é uma casa sem portas e em que não se pode colocar janelas por não haver paredes.

Idade da razão é quando a gente faz as maiores besteiras sem ficar preocupado.

Cada vez há mais fortunas feitas entre o pôr-do-sol e o nascer-do-sol do que entre o nascer-do-sol e o pôr-do-sol.

Acabar com a corrupção é o objetivo supremo de quem ainda não chegou ao poder.

Quando você dá um espirro se sente um homem realizado.

Como diz o cara absolutamente íntegro apanhado roubando: bem, eu também sou humano.

Nesse ritmo de incompetência as civilizações tropicais vão acabar morrendo de frio.

Patriotismo é quando você ama o seu país mais do que qualquer outro. Nacionalismo é quando você odeia todos os países, sobretudo o seu.

Quando começou a comprar almas, o diabo inventou a sociedade de consumo.

Além de transformarem o Brasil num cassino, viciaram a roleta.

Nascer estadista em país subdesenvolvido é como nascer com um tremendo talento de violinista numa tribo que só conhece a percussão.

Feliz é o que você vai perceber que era, algum tempo depois.

Todos os países são difíceis de governar. Só o Brasil é impossível.

Não há nenhum atleta com espírito esportivo. E nenhum artista trabalha por amor à arte.

O dedo do destino não deixa impressão digital.

Canalhas melhoram com o passar do tempo (ficam mais canalhas.)

Generalizando-se a corrupção, restabelece-se a Justiça.

Além de ir pro inferno só tenho medo de uma coisa: juros.

Deixe uma resposta

Close